5-dicas-finanças-pessoais
elimine-gastos-desnecessários
gaste-menos-que-ganha
invista
Hand inserting coin in piggy bank
quanto-gasta-por-mes
5-dicas-finanças-pessoais
elimine-gastos-desnecessários
gaste-menos-que-ganha
invista
Hand inserting coin in piggy bank
quanto-gasta-por-mes

5 dicas para melhorar suas finanças pessoais

5-dicas-finanças-pessoais

Quando escutamos a palavra “finanças” já imaginamos que seja algo de outro mundo e muito complicado para nós “meros mortais”.

Mas hoje vamos derrubar esse receio que rodeia tanto esse assunto!

Vamos começar lá bem do comecinho, ok!?

      1. Gaste menos do que você ganha

Isso parece meio óbvio não é mesmo? Mas esse é um dos maiores erros que as pessoas cometem diariamente.

Infelizmente são muitos os casos de pessoas que perdem o controle de seus gastos e acabam entrando no vermelho por gastarem além do que ganham. Principalmente com as facilidades oferecidas diariamente nos meios de parcelamento.

gaste-menos-que-ganha

      2. Faça as contas, quanto você gasta por mês?

Confesse, você sabe “por cima” o valor dos seus gastos, mas nunca parou para analisar cada um deles e calcular exatamente todas as despesas mensalmente.

Então o primeiro passo para começar a entender e lidar com suas finanças pessoais é esse:

– Faça uma planilha ou anote em uma folha, cada gasto que você tem mensalmente:
– Despesas fixas -> moradia, alimentação, mensalidades;
– Despesas variáveis -> água, luz, telefone, pacote de TV e internet, transporte;
– Despesas extras -> lazer, faturas de cartões, parcelas pendentes.

É importante você dedicar-se ao fazer essa planilha para que consiga listar tudo o que há de gastos no seu orçamento.

Dica: Existem vários aplicativos que te ajudam a controlar suas despesas de forma mais prática! Aqui temos quatro exemplos: Mobills, GuiaBolso, Toshl Finance e Gastos Diários.

quanto-gasta-por-mes

3. Elimine gastos desnecessários!

Agora que você já sabe o valor real que gasta por mês está na hora de analisar e cortar todos os excedentes do seu orçamento.

Comece com os pacotes de TV e internet, você realmente precisa de todos os canais que estão inclusos em seu pacote? Provavelmente você consuma 2 ou 3 canais, ligue na operadora e solicite a troca por um pacote mais compacto e consequentemente uma redução do valor pago.

Feito isso, agora analise as faturas de cartões de crédito. Veja o que ainda há para vencer e programe-se para diminuir o uso do cartão até que você consiga mantê-lo com um total nulo na fatura.

Há também os gastos com lazer e entretenimento que todos nós temos, busque por atividades com custos baixos ou até mesmo gratuitas.

elimine-gastos-desnecessários

4. Poupe uma porcentagem de seu orçamento

É muito importante construir uma poupança o quanto antes para que nela sejam feitos depósitos mensais para que  você tenha uma reserva de emergência.

Tendo esse objetivo, separe mensalmente uma pequena porcentagem que será direcionada para essa conta. Você pode começar com 10% do orçamento e depois aumentar, caso queira, o indicado é poupar de 10% a 30% por mês.

Hand inserting coin in piggy bank

5. Invista!

Agora que você já está mais ciente sobre o seu dinheiro, está na hora de começar a pensar sobre investimentos para onde você pode direcionar uma parte do seu dinheiro.

Depois de ter uma reserva de emergência com uma quantia que seja suficiente para 6 meses de custos caso seja necessário, você pode começar a dividir o valor entre a poupança da reserva de emergência e um fundo de investimento.

Atualmente existem vários investimentos no mercado que possibilitam que as pessoas apliquem valores atingíveis e com retorno a longo prazo sem haver perigo, são os chamados Fundos de Investimento de Renda Fixa (LCA, LCI, CDB) *Atenção* – Busque informações, pesquise sobre corretoras que sejam verídicas e confiáveis.

invista

 

Quer saber mais sobre o assunto? Confira o post “Mude de Vida Conquiste sua Independência Financeira”.

Deixe uma resposta