fbpx

4 passos para mudar sua vida financeira

Quando o assunto é finanças, não há muitos segredos, pois o que vale mesmo é a matemática. Mas mesmo sabendo que finanças é pura matemática, por que a maioria esmagadora é endividada ou gasta tudo o que tem?

Atualmente há 61 milhões de adultos endividados no Brasil, ou seja, a cada 10 adultos, 4 estão endividados, 5 provavelmente gastam toda sua renda e 1 (na verdade muito menos que um) são ricos.

Confira aqui 4 passos para mudar sua vida financeira!

  • Descubra qual é a sua situação financeira

É impossível mudar sem antes reconhecer e se responsabilizar pela sua atual situação financeira. A não ser que caia uma mala de dinheiro do céu, mas acho pouco provável.

Se simplificarmos, você tem 3 cenários possíveis de situação financeira.

Endividado.

Caso esteja endividado, tenho uma boa notícia pra você! Todas as maiores mudanças da vida vem de desconfortos e erros. Basta aceitar que é sua culpa a atual situação financeira e decidir que realmente quer muda-la. Muitos culpam o governo, a atual situação do país, a crise, o marido, a tia, a avó, fulana e ciclana, mas a realidade é a seguinte, quem tem o controle da sua situação financeira, é você!

Coloque seus gastos no papel, corte os gastos desnecessários e lembre-se, o sacrificio de hoje é a recompensa de amanhã.

Como vivemos em um país instável e em crise, há a possibilidade de você não encontrar espaço para a economia, devido a sua renda estar muito baixa. Nesse caso, sugerimos a você procurar outras fontes de renda.

Temos um post abordando exatamente isso. Clique aqui e leia na íntegra!

Gasta toda a renda, mas não contrai dívidas.

Caso seu problema seja economizar, seu caminho é um pouco mais fácil já que não vai ter que lidar com seu passado.

Ajuste seu presente e planeje seu futuro. Tenha objetivos e metas claras e simplificadas e não deixe pra amanhã o que deve ser feito hoje.

Coloque suas contas no papel, visualize o que está sugando sua economia, corte esses custos desnecessários hoje e comece a guardar o quanto antes, independente se consegue guardar 1, 10, 100 ou 1000 ao mês. Dinheiro gera dinheiro e quando você menos esperar, seu dinheiro estará trabalhando para você.

Abordaremos em outro post como fazer seu dinheiro trabalhar para você. Fique ligada.

Guarda parte da renda e cresce gradativamente. (caminho para a riqueza)

Se o seu cenário é esse, parabéns, você faz parte de uma pequena parcela da população que pensa no futuro.

  • Organize-se

A organização abre um leque de percepções, sendo elas a capacidade de saber onde você esta, de prever e antecipar o futuro e a visualização das oportunidades que aparecem no caminho para o crescimento.

Organizar-se é fundamental para saber O QUE FAZER, COMO FAZER E QUANDO FAZER.

A organização e o crescimento andam de mãos dadas.

Sugerimos a leitura de um post que aborda a organização de forma completa e fundamentada. O link estará no final deste post!

  • Estabeleça METAS e OBJETIVOS

É indispensável estabelecer metas e objetivos claros e simplificados para chegar ao tão sonhado sucesso.

Conhece aquele ditado que diz:

‘’para quem não sabe aonde vai, qualquer caminho basta.’’

Sem metas e objetivos nós navegamos sem rumo.

O alinhamento entre a meta e o objetivo também é indispensável.

Ex:

Meta – Economizar R$300,00 ao mês

Objetivo – Quitar a dívida de R$1200 em 4 meses.

  • Execute

Se você é a pessoa que diz ‘’não tenho tempo’’, pare imediatamente de perder tempo dizendo essa frase.

Você tem exatamente o mesmo tempo diário que as outras 7.5 bilhões de pessoas tem.

Steve Jobs tinha 24 horas no dia.

Ophah Winfrey tem exatamente 24 horas no dia.

Sabe qual a diferença deles para a maioria? As prioridades.

Nossas tarefas tem níveis diferentes de importância e não podemos trata-las iguais. Temos que sempre priorizar as tarefas mais importantes. Digo isso pois subestimamos a relevância de 2 horas perdidas no dia. Vamos para a calculadora!

Supomos que você tenha o costume de cochilar por 2 horas depois do almoço.

120 minutos vezes 30 dias são 3600 minutos. Em um mês você perdeu exatamente 60 horas ou pouco mais de 2 dias corridos cochilando. Ok, não ficou claro? Então vamos calcular isso anualmente.

60 horas vezes 12 meses são 720 horas, se dividirmos por 24 horas, é um mês jogado fora por causa de um mau hábito.

30 dias corridos no ano você poderia ter lido 90 LIVROS.

Organize suas tarefas por prioridade e exclua aquelas que não são relevantes.

____________________________________________________________________________________________

  • Sugestões

Post por MULHER INDEPENDENTE – 3 motivos para começar a revender hoje!

Post por Lucas Pontes – 5 dicas para ser uma pessoa mais organizada!

Livro por T. Harv Eker – Os Segredos da Mente Milionária

____________________________________________________________________________________________

Esperamos ter ajudado!

EQUIPE MULHER INDEPENDENTE

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: